Pro seu celular

Privacidade no celular: o que você precisa saber pra se proteger

Compartilhar
Privacidade no celular: o que você precisa saber pra se proteger

Privacidade no celular: o que você precisa saber pra se proteger

Publicado em 05 de fevereiro de 2018

Olhe para o lado. Provavelmente, um amigo, namorado ou namorada, parente… está mexendo no celular neste exato momento. Hoje em dia, todo mundo tem um aparelho e está constantemente conectado, mas você já parou pra pensar em segurança? Privacidade no celular é um assunto sério que requer atenção, porém poucos se preocupam.

Ao ter acesso a um aplicativo mobile, por exemplo, é possível rastrear seus hábitos na web, analisar sua lista de contatos, fazer chamadas telefônicas sem o seu conhecimento, rastrear sua localização, examinar seus arquivos e muito mais. Também podem enviar informações automaticamente, tais como dados de localização para redes de anúncios para dispositivos móveis.

Quer dados mais seguros? Confira alguns procedimentos para manter sua privacidade em dispositivos móveis.

Sempre baixe APPs na loja própria de aplicativos

Mesmo que o seu telefone permita a instalação de programas sem acessar a loja de aplicativos, você certamente não deveria, pois ela oferece uma proteção razoável contra malwares — softwares maliciosos que invadem seu dispositivo.

Não só os aplicativos são revisados ​​antes de adicionados à loja, mas o seu telefone pode continuar a verificar regularmente os programas instalados garantindo que ainda estejam seguros para uso.

Fontes externas, como arquivos que você baixa diretamente de sites de terceiros, não podem prometer essa mesma proteção. Se você estiver usando o Android, por exemplo, desative a opção “fontes desconhecidas” nas configurações de segurança do seu telefone.

Limite o que seus aplicativos podem acessar

Quando você instala um novo app, seu telefone pede que confirme os requisitos de acesso. Normalmente, eles precisam acessar seus arquivos (para salvar dados), sua câmera (para tirar fotos) e talvez o GPS (para fornecer conteúdo específico de localização). Alguns podem precisar de ainda mais informação, como seus contatos, informações de perfil etc.

Embora seja quase impossível usar um smartphone sem dar acesso aos aplicativos, você não deve apenas concordar com os termos de cada um. Analise suas necessidades e de seus apps. Por exemplo, por que seu aplicativo de lanterna precisaria saber sua localização?

Se você não concorda com a informação solicitada, procure um app similar que requeira menos permissões.

Oculte informações de notificações da tela de bloqueio

A maioria dos aparelhos mostra notificações mesmo quando seu telefone estiver bloqueado.  Procure configurar o celular para esconder informações confidenciais, se não quiser compartilhá-las com amigos ou familiares.

Escolha senhas mais complexas

Assim como simplesmente não usar uma tela de bloqueio, senhas fracas ou muito comuns são ineficientes para manter sua privacidade e segurança, tanto no dispositivo quanto na internet. Evite senhas que envolvam datas de nascimento ou sequências numéricas, como 12345, por exemplo.

Como regra geral, uma mistura de letras, números e caracteres especiais (quando permitido) faz com que a senha mais segura e mais longa seja uma melhor opção. Oito caracteres é o mínimo recomendado, mas utilizar 12 ou 16 torna suas suas senhas ainda mais complexas de serem decifradas. Uma senha forte é um bom começo, mas o uso de várias senhas (uma pra cada app) é ainda melhor.

Tenha uma camada extra de segurança

Definir um código de bloqueio em seu smartphone é altamente recomendado para proteger suas informações pessoais, mas às vezes ele pode ser um pouco inconveniente e não tão eficaz.

E se você pudesse eliminar esse código, bloqueando apenas os aplicativos que deseja manter privados? Já existem apps que permitem isso. Não quer dizer que você não possa usá-los além do código de bloqueio em seu dispositivo, mas, sim, que adicionará um nível extra de segurança às suas informações.

Se você compartilha um dispositivo com filhos ou outros familiares, pode impedir que eles acessem certos jogos, vídeos e outras mídias, enquanto outros apps podem proteger seus aplicativos de redes sociais.

App Lock

O App Lock, grátis para Android e IOS, permite que você defina um código ou padrão de bloqueio para evitar o acesso indesejado a qualquer aplicativo que considere privado. No fim, você terá que inserir seu PIN (ou padrão) para acessar qualquer um dos aplicativos que ativou na ferramenta.

Quantas vezes você se apressou clicando automaticamente no botão “Concordo” ou “Aceito” em um Contrato de Licença de Usuário Final (EULA) sem ler os compreender as permissões de acesso? É bem provável que ao contar os aplicativos de seus dispositivos móveis você encontre a resposta. Fique atento a esses detalhes e previna-se.

Privacidade no celular não precisa ser algo difícil. Seja como for, é cada vez mais importante cuidar da segurança de seus dados num mundo digital como o de hoje.

Gostou desse post sobre privacidade no celular? Então, preencha o formulário abaixo e receba mais dicas como essa!

Assine a nossa newsletter

Receba as melhores dicas pro seu celular, internet e casa. E mais: conteúdos sobre séries e games


Últimas publicações