Pro seu celular

Mito ou verdade? Conheça a realidade sobre vírus no celular

Compartilhar
Mito ou verdade? Conheça a realidade sobre vírus no celular

Mito ou verdade? Conheça a realidade sobre vírus no celular

Publicado em 26 de fevereiro de 2018

Contrair um vírus no celular é uma verdade e pode ser motivo de muita dor de cabeça: o sistema fica lento, a bateria acaba mais rápido, seus dados pessoais podem ser roubados e as informações bancárias caírem nas mãos de criminosos.

Antes de explicar como se proteger ou o que fazer caso seu smartphone contraia um vírus, é importante acabar com o primeiro mito: qualquer sistema está sujeito a ser infectado por um malware — seja ele Android, iOS ou Windows. Há uma ideia errada de que o iPhone seria imune a ameaças. Contudo, testes já comprovaram que o sistema operacional da Apple também possui brechas em sua segurança.

Veja também: Seu celular está lento? Entenda o que pode ser

Neste post, você vai aprender a proteger seu celular e a identificar ameaças e casos de contaminação do sistema. Na última parte do texto, será explicado o que fazer se, mesmo com os cuidados tomados, um vírus se instale no seu aparelho. Boa leitura!

Proteja-se de ameaças

As armadilhas para driblar a segurança e instalar um vírus no seu celular estão nos mais variados locais. Links suspeitos, downloads de arquivos ou de aplicativos a partir de sites não confiáveis e rede de Wi-Fi gratuita sem proteção são alguns dos exemplos que podem ser a porta de entrada para contaminação do aparelho.

Mas, como proteger o smartphone de ameaças? Algumas boas práticas podem ser adotadas para evitar a contaminação do seu sistema operacional. Confira:

Não navegue em sites estranhos e nunca clique em links suspeitos

Abrir anexos e links contaminados possibilitam a instalação de spywares no sistema. Esses programas são especializados em roubar informações do seu smartphone, como senhas e fotos. Por isso, é importante não navegar em sites desconhecidos ou suspeitos.

Fique desconfiado também ao receber links que você não tenha solicitado, inclusive de amigos seus. Muitas vezes eles podem ter sido infectados e é o vírus quem está disparando as mensagens automaticamente. Assim, se desconfiar de alguma coisa, pergunte antes se foi o seu amigo mesmo quem enviou o link.

Instale um aplicativo antimalware

A eficácia dos antivírus para celular não é a mesma do que em computadores. Isso acontece porque o modo de funcionar deles não é compatível com sistemas como Android e iOS. No entanto, os antivírus para celular monitoram os pacotes instalados no aparelho e alertam em caso de existência de linhas suspeitas, que podem vir a infectá-lo.

Uma boa dica é instalar o Lookout. Ele possui versões para Android e iOS. O aplicativo faz a avaliação de códigos, possui alerta contra roubo, dispositivos para caso de perda do aparelho e faz o backup de dados.

Faça backup daquilo que for importante

Essa dica não evita que seu aparelho seja contaminado por um vírus, mas com certeza diminuirá muito a sua dor de cabeça em caso de invasão. Tenha o hábito de fazer o backup dos arquivos mais importantes para você.

Documentos de trabalho, fotos e vídeos de viagem ou lembretes importantes devem estar copiados em outro local: seja em um ambiente na nuvem (altamente indicado) ou até mesmo no seu computador pessoal.

Saiba verificar se há vírus no celular

É possível diagnosticar que um celular está com vírus a partir da constatação de alguns sintomas. Além da lentidão do sistema, verifique se o aparelho apresenta alguma dessas características:

Bluetooth ligado

O sinal do bluetooth sempre ligado, mesmo quando você não o ativou, é um indicativo de que seu celular está infectado. Isso acontece porque o vírus utiliza o sinal do seu smartphone para contaminar aparelhos que também estejam com o bluetooth ligado. Uma forma, portanto, de disseminar o malware.

Pouca duração da bateria

Uma bateria que acaba inesperadamente, mesmo poucas horas depois da última carga, pode ser um sinal de que o celular está com um malware. O término da energia acontece porque o software malicioso utiliza o processador do aparelho para funcionar. Assim, quanto mais ele exigir da bateria, mais rápido ela acabará.

Consumo de dados

Se o seu consumo de dados aumentou sem que você tenha utilizado o aparelho para que isso ocorresse, você deve ficar atento. Infelizmente, isso só é percebido muitas vezes quando a conta chega ou quando acabam seus créditos. O mesmo vale para as mensagens de texto: o vírus pode enviar diversos SMS para seus contatos com objetivo de espalhar a contaminação.

Redirecionamento

Se você tentou acessar uma página no navegador, mas foi redirecionado para outra, é possível que seu celular esteja contaminado. Às vezes o problema não está nem no seu aparelho: é o site acessado que está com um malware.

Aprenda a remover o vírus

A primeira coisa que você deve fazer ao verificar que seu smartphone foi contaminado é rodar um antivírus nele. Faça uma varredura completa e, caso seja identificada alguma anomalia, realize a exclusão desta.

Se o celular continuar apresentando problemas mesmo após a exclusão do arquivo suspeito ou se o antivírus não detectar nenhuma irregularidade no aparelho, você deve ativar o Modo de Segurança manualmente. Essa opção, válida para Android e Windows, impede que o celular acesse os aplicativos baixados. Dessa forma, você conseguirá acessar o sistema e excluir o programa que está prejudicando o funcionamento do celular.

Para ativar o Modo de Segurança:

  1. Clique e segure o botão de ligar;
  2. Clique e segure o botão “Desligar” quando este aparecer na tela;
  3. Clique em Modo de Segurança (ou similar, vai depender da versão do sistema).

Depois que o celular reiniciar, siga o caminho Configurações – Aplicativos – Baixados. Agora você deve tentar identificar o programa que está infectando o seu aparelho. Tente lembrar dos últimos aplicativos que você baixou ou aqueles que você realizou o download e, em seguida, o aparelho começou a apresentar os problemas.

Restaure o sistema — Android, iOS e Windows

Restaurar o sistema significa trazer ao celular as mesmas configurações de fábrica. Ou seja, se você não realizar o backup dos arquivos, irá perdê-los. Por ser uma opção mais avançada, deve ser a última ação a ser considerada por você. Caso você não sinta confiança para realizar o procedimento, é recomendado que você procure uma assistência técnica.

Para restaurar o sistema Android, siga este passo a passo:

  1. Acesse Configurações;
  2. Clique em “Fazer Backup e Redefinir”;
  3. Selecione “Restaurar Dados de Fábrica”.

Em celulares iOS:

  1. Vá em Ajustes;
  2. Geral;
  3. Redefinir;
  4. Selecione “Apagar conteúdo e ajustes”;
  5. Insira seu código;
  6. Apagar iPhone.

Para Windows Phone:

  1. Acesse as Configurações;
  2. Sistema;
  3. Sobre;
  4. Restaurar configurações de fábrica.

O vírus no celular pode ser um incômodo e tanto para você. Felizmente, com atenção a essas dicas, seu aparelho ficará mais protegido e longe de ameaças. Para mais informações sobre celulares, aplicativos e internet, fique ligado nas nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Até a próxima!

Tags:Dicas

Assine a nossa newsletter

Receba as melhores dicas pro seu celular, internet e casa. E mais: conteúdos sobre séries e games


Últimas publicações